terça-feira, setembro 14, 2004

Eu dou-te o arroz...

Image Hosted by ImageShack.us
Mais de dois milhões de portugueses «está em risco de pobreza ou vive com um salário que equivale a menos de 60 por cento da média nacional de rendimentos», segundo a ONU. Fazendo fé nos números de Daniel Oliveira, isto significa que essas tantas pessoas sobrevivem com menos de 400 euros mensais. Perante esta realidade (e que foi hoje amplamente noticiada pelos media), não seria oportuno o Sr. Ministro das Finanças, como bom católico que é, fazer o seu acto de contrição pelo atentado que ontem perpetrou contra a dignidade intelectual e moral dos portugueses? Se precisa de dinheiro para o seu orçamento, Sr. Ministro (e acredito que precise), vá buscá-lo onde há! Vá cobrar os impostos a quem não os paga, a quem enriquece sem dar um tostão ao Estado! A primeira regra para a boa gestão do «orçamento familiar», caro Ministro, está na justa contribuição de todos, à qual se segue a distribuição equitativa e racional dos recursos existentes. Está em cobrar aos que se enchem de bagões e não aos que matam a fome com baguinhos.

1 Comments:

Blogger gin said...

Não te preocupes que ele e os amigos dão o exemplo de trabalhar mais para mais receber e equilibrar os gastos da função pública. O exemplo vem pela mão de MIRA AMARAL com a sua pequena reforma da CGD, apenas 18 mil euritos

8:52 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home