quarta-feira, outubro 06, 2004

São Jorge nas mãos dos infiéis

Image Hosted by ImageShack.us Image Hosted by ImageShack.us

A partir de 1 de Novembro, quem não for residente em qualquer freguesia de Lisboa, ou não tiver mais de 65 ou menos de 10 anos, tem de pagar 3 euros para entrar no Castelo de São Jorge. A EGEAC, a empresa camarária responsável pelos equipamentos culturais do município lisboeta, é a responsável pela proposta de exigir aos portugueses (quer vivam no Porto ou em Odivelas) que paguem para visitar um dos seus locais mais simbólicos. A mesma EGEAC que, apesar dos mais de 11 mil espectadores que passaram pelo Cinema São Jorge para assistirem às diversas sessões do IndieLisboa , reitera que a viabilidade financeira deste equipamento exige o desenvolvimento de outro tipo de iniciativas, que não o cinema. Agora resta-nos esperar para saber em que consistem essas iniciativas. Casamentos? Baptizados? Festas de aniversário? A festa de Natal dos trabalhadores da CML? Ou eventos promovidos por alguma seita religiosa? Não haverá um Pedro Abrunhosa lisboeta que se acorrente ao São Jorge?