segunda-feira, novembro 08, 2004

Those were the days

Image Hosted by ImageShack.us

Assim se promovia o novo bairro de Santo António dos Cavaleiros em 1971. Tanto espaço para viver! Uma certeza de felicidade. Sem fábricas, eléctricos, combóios. Longe dos ruídos e da multidão. E apenas a dois passos de Lisboa. Um local de sonho depressa ultrapassado pela realidade betuminosa e pela guettização suburbana. Afinal, certa certa, só a morte. Como a dos amigos e/ou conhecidos vitimados de overdose ou a de (pelo menos) três pessoas que saltaram de torres iguais a estas. Como é costume dizer-se, a realidade ultrapassa sempre a ficção. Desmente-a. Quando não é o contrário. Irónico é que a ICESA, empresa de construção civil que projectou, construiu e promoveu este bairro, em suma, que o INVENTOU, viria mais tarde a falir, deixando esqueletos de edifícios inacabados durante largos anos. Esqueletos onde tudo o que era proibido se fazia, onde a polícia tinha medo de entrar, onde o corpo de N. foi descoberto dias depois de uma injecção desproporcionada. É certo que a publicidade mente. Sempre mentiu. Mas se o faz, é porque o permitimos. Porque o queremos. Porque precisamos de acreditar em quimeras. Mesmo sabendo intimamente que a felicidade nunca é certa.