quarta-feira, dezembro 08, 2004

Estúpidos!

Benni McCarthy, o avançado sul-africano e negro do FC Porto bem pode considerar-se o «herói» do momento no seu clube. Além de ser o melhor marcador da equipa, foi ainda o autor do golo que permitiu aos dragões o apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões. Esta confortável posição não o impediu, contudo, de classificar de «estúpidos» os adeptos do clube que entoaram cânticos racistas dirigidos aos futebolistas negros ao serviço do Chelsea, afirmação esta que demonstra lucidez, rectidão e coragem, características que normalmente não abundam no mundo do futebol. Exemplo disso é o seu próprio presidente, Pinto da Costa que, ao ser convocado para depor no tribunal do qual acabaria por sair como arguido, compareceu sob escolta da claque portista, estando ainda por esclarecer por que motivo o fez. Terá sido para a sua própria protecção contra eventuais injúrias de populares ou contra a esperada avalanche de perguntas dos jornalistas? Ou terá sido para intimidar o tribunal? Seja qual for o motivo, a verdade é que comparecer a um tribunal escoltado por um bando de rapazes com fama de desordeiros, em nada abona a figura do presidente do FC Porto. Antes pelo contrário, associa-o à imagem de líder de um gang de delinquentes, o que, convenhamos, para quem é suspeito de corrupção, tráfico de influências e falsificação de documentos não vem nada a calhar. Ou seja, Pinto da Costa não só não é lúcido, não é recto, nem é corajoso, como ainda é... estúpido.