sexta-feira, dezembro 31, 2004

Os ricos que paguem a crise

Eu ainda sou do tempo em que se via esta frase pintada nas paredes de Lisboa. Os tempos mudaram. Já não se pintam paredes como dantes. E, a bem da estética urbana, satisfaz-me que assim seja. O que não me satisfaz é que aquela reivindicação permaneça tão actual como antes. Porque agora, como antes, quem paga a crise são os pobres ou, quando não estes, a classe média. Veja-se, como exemplos, o adiamento do pagamento aos desempregados do respectivo subsídio por questões contabilísticas ou o corte nos benefícios fiscais que a classe média conseguia através dos PPR's. Nos ricos, é claro, não se toca. Porque se os pobres pagam a crise, são os ricos que pagam quem a gere. E todo o cão sabe que não deve morder a mão que o alimenta.