terça-feira, janeiro 18, 2005

Diga lá, excelência...!

O próprio ficou espantado quando eu lhe atribuí o título, mas depois de uns dias de algum apagamento (que coincidiu, grosso modo, com as festividades de Natal e Ano Novo, o que parece demonstrar que no seu caso a intelectualidade não se coaduna com grandes comezainas e beberragens...), eis que ele volta em força às suas melhores prosas.