domingo, janeiro 16, 2005

Erros Meus, Má Fortuna, Amor Ardente

No dia 5 de Junho de 2003, depois de uma sessão do É a Cultura, Estúpido, no Jardim de Inverno do Teatro São Luís, dedicada ao fenómeno dos blogues e depois de passar algumas horas a visitar blogues como o Gato Fedorento, o Blogue de Esquerda, O Meu Pipi, o Prazer Inculto ou a Coluna Infame, resolvi também eu criar um blogue. Chamava-se Esplendor do Caos e durou cinco dias. Afazeres vários, a perspectiva de uma mudança radical de vida para muito breve e alguma falta de imaginação levaram-me a abandonar o projecto no dia 10 do mesmo mês. O tempo passou e esqueci inclusivamente tanto o meu username como a minha password. Hoje, talvez por ser domingo, lembrei-me de o procurar. Encontrei-o e, curiosamente, voltar a vê-lo trouxe-me repentinamente à memória o username e a password esquecidos. De nada servem, porém, pois não tenciono reactivar o blogue. Mas não deixa de ser gratificante encontrar esse pequeno pedaço de passado. Olhar para o que fomos e escrevemos no passado ajuda-nos a perceber quem somos no presente. Principalmente se desde então, como aconteceu, a nossa vida parece ter-se metido por becos estreitos e ruelas sem sentido. Porque, apesar da referência que ali aparece à obra de Eduardo Lourenço, o que sucedeu desde então sugere-me muito mais a citação de Natália Correia em epígrafe.

3 Comments:

Blogger JAM said...

Não sei porquê, mas ao ler este post (e sobretudo o “velho” Esplendor do Caos) veio-me à ideia que talvez um dia os blogues, para não acabarem, tenham que passar por fenómenos de fusões, como as empresas, de modo a poderem garantir a produção mínima necessária para sobreviverem perante a concorrência.

11:45 da tarde  
Blogger MC said...

Não é de todo improvável. Também já tenho pensado nisso.

9:02 da tarde  
Blogger pessimista optimista said...

citação da natália????!!!!
estou a ficar pessimista...

11:33 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home