quarta-feira, janeiro 05, 2005

Os esfaqueadores

Pôncio Monteiro, Cavaco Silva e Margarida Rebelo Pinto.

E o mais extraordinário é que o homem parece não ter consciência do ridículo. Definitivamente, o primeiro-ministro cessante é um caso psiquiátrico.