segunda-feira, fevereiro 07, 2005

As moscas

Não sei se é do jornalismo que pega no que não interessa, ou se o mal radica, de facto, nos políticos, mas a verdade é que a campanha eleitoral que ainda agora começou não augura nada de bom. Sendo óbvio que urge dar a Santana uma coça eleitoral que o erradique definitivamente de qualquer cargo público, não é nada óbvio que a única alternativa para o substituir seja realmente uma boa opção. Pior não será, evidentemente. Aliás, só pode ser melhor. Mas será suficientemente melhor? É que nivelando a campanha por baixo (pelo nível de Santana), o PS, longe de se afigurar como uma alternativa credível, leva-me a temer o pior. Que, mais uma vez, assistamos apenas a uma mudança de moscas.