quarta-feira, fevereiro 09, 2005

Cuspir no chão

Há já alguns dias que ando para publicar isto. Sendo tão repugnante quanto ilegal o acto de cuspir no chão, é um facto que este é um daqueles costumes portugueses que de tão enraizados, dificilmente será erradicado. Que o diga aquele agente da PSP que, passando perto de mim numa viatura policial em plena cidade de Lisboa, e por certo sentindo que lhe urgia uma premente necessidade, abriu o vidro e zás, expeliu o seu indesejado escarro para a rua. A boa notícia é que não me acertou. A má notícia é que, embora ainda tivesse tentado não consegui observar a matrícula do veículo. Tivesse eu conseguido e já estaria aqui escarra...pachada.

3 Comments:

Blogger PF said...

Possivelmente seria o "Sr. Agente" com uma grande unhaca no mindinho da mão direita.

9:42 da tarde  
Blogger Rita said...

E um palito na boca a fazer aquele som... indescritível.

Ai, que dói - só de pensar!

10:42 da tarde  
Blogger textura said...

Desculpem, tenho de discordar, as fraquezas do espírito não são só para os cidadãos anóminos. Nem a estupidez superlativa, nem a ignorância abjecta. E quem não vota, porque vai para a praia ou fica no sofá a ler um jornal desportivo porque estamos em fevereiro e está um frio de rachar, também conta como cidadão? *

1:56 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home