sexta-feira, fevereiro 18, 2005

Votar

Faltam dois dias para as eleições, nas quais eu, como sempre faço questão de fazer, vou participar. Embora haja um discurso mais ou menos corrente de que a elevada taxa de abstenção se deve à falta de qualidades da classe política e que o desinteresse da população é consequência directa desse facto, eu julgo que este argumento é relativamente falacioso. Relativamente, porque é indesmentível que o estado a que politicamente o país chegou é profundamente desmoralizador. Falacioso, porque remete toda a responsabilidade para a dita classe política e desresponsabiliza cidadãos adultos e conscientes que deveriam tomar o seu futuro nas mãos e assumir um papel activo, nem que fosse pelo voto em branco. Não votar é o pior que um cidadão pode fazer a si próprio. Porque equivale a assumir que o destino do país em que vive está nas mãos de uma minoria privilegiada à qual ele não pertence e que essa situação o satisfaz, ou se não o satisfaz, está pelo menos resignado a ela. Uma e outra hipótese são igualmente um sinal de derrotismo. E o derrotismo não augura nada de bom.

1 Comments:

Blogger Mariana Pereira da Costa said...

A classe política é produto do povo que a elege. Se o povo se está a marimbar para o que se passa no país é natural que os dirigentes eleitos por ele também estejam apenas interessados na sua agenda.
Se o nosso povo fosse esclarecido, cívico provavelmente viveríamos num país melhor.

5:25 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home