terça-feira, março 22, 2005

O sindroma de segunda-feira

Há já algum tempo que não tinha um dia de folga. Tive-o ontem (se exceptuar uma horinha em que fui ao escritório adiantar umas coisitas - mas isso não conta) e o resto do dia que ocupei em investigações para um outro projecto. Ok. Não foi bem uma folga, mas dadas as circunstâncias actuais da minha vida, posso dizer que foi um dia descansado. O problema é que hoje acordei absolutamente intratável. E assim continuo.