segunda-feira, junho 13, 2005

Paradoxos

Festejo o Santo António, mas não gosto do seu catolicismo.
Admiro Cunhal, mas não gosto da sua política.
Respeito Andrade, mas não gosto da sua poesia.
A vida, toda ela, é feita de paradoxos. Não é difícil ver-nos cair neles. Nem é difícil apanhá-los nos outros. É por isso que, tantas vezes, as discussões acaloradas, em que cada um defende inapelavelmente a sua posição, são totalmente inúteis.

3 Comments:

Blogger jorge said...

sim senhor!

1:31 da tarde  
Blogger Rita said...

As coisas postas assim, não deixam margem para manobra.

Há, de facto, coisas que não vale a pena discutir - como pertencer a um clube, por exemplo.

A capacidade de ser tolerante a saber ouvir o outro é, no entanto, algo que devemos treinar - acho eu.

Quanto aos paradoxos da vida... sem palavras.

10:26 da tarde  
Blogger E-clair said...

Não vejo onde estão os paradoxos. Mas sim, as discussões "acaloradas" em que cada qual só se ouve a si próprio são uma perda de tempo e um exercício de umbiguismo...

12:04 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home